Maratona do Sistema Seriado de Avaliação da UPE começa no dia 5 de dezembro para candidatos do SSA 1 e SSA 2

O Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da Universidade de Pernambuco terá início neste domingo (12) com a realização das provas para 25.907 estudantes no SSA 1 e 19.687 no SSA 2.

Todos os protocolos de segurança por causa da covid-19 serão novamente adotados e o horário de acesso aos prédios foi ampliado em 15 minutos.

Pela manhã, os portões serão abertos a partir das 6h45 e fecham às 8h. A prova do SSA 1 começará às 8h15.

À tarde, a entrada dos candidatos do SSA 2 começa às 13h e os portões fecham às 14h15. As provas começarão às 14h30. Tanto para o SSA 1 como o SSA 2, a duração serã a mesma: quatro horas.

O sistema se repete no próximo domingo, com a segunda etapa do exame para o SSA 1 e SSA 2. Nos dias 19 e 20 de dezembro será a vez dos 15.465 inscritos para o SSA 3.

É importante seguir a recomendações constantes no Manual do Candidato. No portal https:processodeingresso.pe.gov.br há uma seção que esclarece as principais dúvidas sobre o SSA.

É neste mesmo endereço eletrônico que o inscrito deve imprimir o seu cartão com o endereço do local de prova.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (81) 3183-3769/3183-3791 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

 

Instituto Confúcio da UPE participa de intercâmbio internacional de grupos de arte

Grupos de artes envolvendo institutos Confúcio de três países (China, Brasil e Grécia) irão se apresentar de forma online no próximo domingo, dia 5 de dezembro, a partir das 9h (horário de Brasília), no evento "Um mundo, uma família, cantando juntos em harmonia".
 
Trata-se de um intercâmbio internacional que pode ser apreciado por todos os interessados em manifestações artísticas reunindo música, dança, poesia e caligrafia.
 
O Instituto Confúcio da Universidade de Pernambuco terá três participantes: Lairton Nogueira (guitarra), Ana Cláudia (dança) e Francisco Xavier/ Zhong Ruan (música).
 
O evento é sediado pela Universidade Central de Finanças e Economia da China (CUFE), mas contará com transmissão ao vivo pela plataforma Zoom (Zoom ID 880 1903 9452 e senha Culture123).

Campus Mata Norte da UPE terá nova graduação: Licenciatura em Ciência da Computação

O Campus Mata Norte da Universidade de Pernambuco vai oferecer, a partir do segundo semestre de 2023, um novo curso de graduação: Licenciatura em Ciência da Computação.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Universitário (CONSUN) da UPE em reunião realizada no dia 21 de novembro, tornando-se a resolução 048/2021.

Os licenciados em computação poderão atuar no ensino de Computação na Educação Básica, em empresas e organizações e nos ensinos técnico e profissionalizante. Poderão também trabalhar na construção de produtos de software inteligentes educativos.

"A criação deste curso é motivo de alegria, pois estamos comemorando neste ano de 2021 cinquenta e cinco anos de fundação da unidade, trinta anos de criação da Universidade de Pernambuco e também o centenário do educador Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira”, afirma a professora Maria Auxiliadora, diretora do Campus Mata Norte.

Segundo a gestora, a aprovação é resultado de cumprimento de uma meta antiga da unidade educacional, considerando a sua relevância e a demanda social apresentada por diferentes segmentos educacionais da Mata Norte, do Agreste Setentrional e da Região Metropolitana do Recife.

O curso de Licenciatura em Ciência da Computação vem atender a uma demanda crescente das escolas e organizações, que estão em constante processo de modernização.

Numa conjuntura contemporânea essencialmente tecnológica, promove o desenvolvimento econômico e social de Pernambuco ao disponibilizar competências e habilidades necessárias ao convívio em um vasto campo de atuação profissional.

A UPE já oferece este curso no Campus Garanhuns desde 2008, com a primeira turma formada em 2011. A duração é de oito semestres.

UPE realiza cerimônia de entrega de titulação e outorga a 174 novos mestres e doutores

Pela segunda vez seguida, a cerimônia coletiva de titulação e outorga da Universidade de Pernambuco não reuniu em uma festa conjunta os novos 163 mestres e 11 doutores que concluíram suas graduações nos 24 cursos de mestrado e nove de doutorado stricto sensu oferecidos pela UPE em todo o estado.

A tradição iniciada em 2018 teve que mais uma vez se adaptar aos tempos de Covid-19. Na sala do Conselho, no prédio da Reitoria, quatro egressos em trajes cerimoniais, um professor e um servidor tornaram-se os representantes presenciais de um grupo que acompanhou de forma remota o fim de uma jornada intensa de estudos.

Além da transmissão ao vivo pelo canal oficial no YouTube (UPE nas Redes), três salas no Google Meet foram criadas para possibilitar maior interação no evento virtual.

A vice-reitora Socorro Cavalcanti presidiu a solenidade. Em seu discurso, ela destacou o papel da UPE em formar não apenas profissionais competentes, mas também cidadãos críticos. "Nestes 30 anos desde a sua fundação, a universidade avançou na interiorização e no aumento no número de bolsas. O momento em que vivemos representa uma luta coesa das instituições em defesa dos preceitos da ciência".

O filho de uma lavadeira e de um cortador de cana, único de toda a sua comunidade quilombola a completar um mestrado, foi o orador representando todos os concluintes.

Romero Antonio de Almeida Silva, do Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em Educação no Campus Mata Norte, agradeceu o apoio institucional recebido para alcançar sua pós-graduação, mas fez uma cobrança: que a UPE amplie cotas para que a jornada de um menino sonhador do Quilombo Trigueiros, do município de Vivência, não seja uma exceção.

Mauri Célio Alves Santana, do Programa de Pós-graduação Profletras - Garanhuns, prestou juramento em nome de todos os concluintes. Halcyon Davys Pereira de Carvalho, representando o Programa de Pós-graduação do Mestrado e Doutorado em Engenharia de Computação, recebeu a Titulação de Mestre enquanto Ana Paula Andrade Ramos Feitosa, do Programa de Pós-graduação de Mestrado e Doutorado em Enfermagem, recebeu a Outorga de Doutor em nome de seus colegas de mesma graduação.

Cada curso também teve homenagens a professor, funcionário, melhor tese e melhor dissertação, com exibição e leitura dos nomes e trabalhos dos contemplados.

Presencialmente, o professor doutor Ricardo Arraes de Alencar Ximenes (do Programa de Pós-graduação do Mestrado e Doutorado em Ciências da Saúde) e o servidor Eduardo Silva (do Programa de Pós-graduação Profissional Em Educação Física) representaram as duas categorias.

Além da vice-reitora, a mesa foi composta pelo pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação, Sérgio Campello, pelo coordenador geral do Stricto Sensu, Byron Leite e pelo professor do Programa de Pós-graduação, Mestrado e Doutorado em Biologia Molecular Aplicada, Bruno Carvalho (representando os demais coordenadores).